Foto: Divulgação

Vacinas anticoncepcionais para animais em Pernambuco estão proibidas. A Lei é de autoria do deputado Romero Albuquerque

Uma determinação incluída no Código Estadual de Proteção aos Animais pela Lei 17.663, de autoria do deputado estadual Romero Albuquerque, em vigor desde o último dia 10, proibi o uso indiscriminado das vacinas anticoncepcionais para animais em Pernambuco. O medicamento inibidor de estro (cio), poderá ser usado, desde que na forma do receituário, apenas quando prescritos por um profissional.

Os estabelecimentos que comercializarem os medicamentos sem atender ao estabelecido na lei, poderão sofrer sanções administrativas e pagar multa, que varia de R$1mil a R$10 mil.

Mesmo sendo muito comum a aplicação do produto em cadelas e gatas, o deputado, conhecido pela sua causa em prol dos animais, explica que é “completamente desaconselhável, pois em quase 100% dos casos as fêmeas apresentam precocemente o câncer de mama ou de útero, cistos ovarianos e piometra.”

“Acontece que muitas pessoas optam por aplicar a vacina anti-cio, que é um método mais barato que a castração. Neste sentido, destinei uma emenda de mais de R$1 milhão para ampliar a oferta de castração no Hospital Veterinário do Recife. O barato de um anticoncepcional sairá muito caro no futuro, causando risco à vida e ao bem-estar do animal e custos ainda mais altos aos tutores”, pontuou o parlamentar.


21/01/2022 às 11:24 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

PSB envia nota de pesar pela morte do Dr. Cyro de Andrade Lima

“Pernambuco e o Brasil perderam, no domingo, 24 de julho de 2022, Cyro de Andrade …