Destaques!
Divulgação

Postura física no trabalho: Fisioterapeuta dá dicas para evitar problemas de saúde

Fisioterapeuta Monialy Marinho, tutora de Fisioterapia da Faculdade Pernambucana de Saúde. Foto: Divulgação

O bem-estar das pessoas no ambiente de trabalho tem reflexo direto sobre a produtividade delas. Por outro lado, a má postura física durante as atividades profissionais provoca impactos na qualidade de vida do trabalhador. Os problemas vão desde esgotamento físico e emocional, que causam condições como enxaqueca, lombalgia, hipercifose e tendinite, até doenças crônicas como escoliose e hérnia de disco.

A fisioterapeuta Monialy Marinho, tutora de Fisioterapia da Faculdade Pernambucana de Saúde, destaca que hábitos posturais corretos e o desempenho de funções cotidianas preservando a saúde são importantes para o bem-estar. De acordo com ela, o corpo humano não foi feito para ficar sentado por muito tempo de forma ininterrupta.

“O homem é uma máquina do movimento, nós carregamos esses genes desde sempre. O corpo, quando fica parado por longo período, começa a ter falhas. Tanto é que os acamados sofrem muito, por exemplo, com comprometimento articular. Levando isso para um ambiente de trabalho, muitas horas sentado, traz sobrecarga articular, podendo gerar patologias”, destacou Monialy.

As pessoas passam boa parte do dia em seu local de trabalho, digitando no computador, analisando dados, participando de reuniões e falando ao telefone – e muitas vezes esquecem de cuidar de sua postura corporal. A postura errada pode causar prejuízos não só para a saúde, mas também para sua produtividade. Por isso é importante saber reconhecer seus hábitos posturais em casa e no local de trabalho – e trabalhar para corrigi-los, se necessário.

“A cadeira tem que ter uma posição em que os joelhos fiquem em 90 graus, com os pés bem apoiados no chão. A tela do computador precisa ficar na altura dos olhos, sem que force o pescoço para cima ou para baixo, sentando de uma postura ereta. Sentar sem o apoio adequado da pelve sobrecarrega os quadris, coluna, podendo gerar desconforto até na cervical. Os braços precisam ter apoio, também precisa na cabeça, para descansar de vez em quando. Uma postura sem sobrecarga precisa ser mantida. Se cansar, fazer pausas, tomar um café, beber uma água, andar um pouco… Desviar a atenção para que essa postura não se perca ao longo das horas”, orientou a tutora da FPS.

Pandemia

Os debates sobre a postura correta no ambiente de trabalho existem desde sempre. Mas, com a pandemia, surgiu um fator extra: a musculatura ocular. Com as pessoas mais tempo em casa, praticamente tudo ficou dependente de telas: o trabalho e o lazer. Por conta desse excesso, Monialy relata que houve um aumento em um determinado tipo de problema.

“Nesse período recebi muitos pacientes com problemas na cervical, relacionadas ao tempo muitas vezes ininterruptos em frente aos celulares, computadores e tablets. Alguns pacientes relataram que quase dobraram a carga de trabalho com o home office, então isso sobrecarrega a estrutura ocular, a parte postural, muscular e gera muitos malefícios. É importante dar uma pausa, ficar em pé, olhar para o horizonte, descansando a posição corporal e os olhos”, acrescentou.


21/02/2022 às 11:48 – Da assessoria para o Blog do Andros

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Herpes ocular: conheça o vírus que pode levar até a cegueira

Quando falamos em herpes, imediatamente associamos às doenças nos lábios. Porém, o que pouca gente …