Túlio Gadêlha e Paulo Rubem. Foto: Divulgação

Paulo Rubem se filia à Rede Sustentabilidade e lança pré-candidatura a deputado federal pela sigla

Reforçando o campo de candidaturas progressistas focadas em derrotar o governo Bolsonaro esse ano, o ex-deputado federal, Paulo Rubem Santiago, se filiou à Rede Sustentabilidade, nesta quarta-feira (23), para tentar sua recondução à Câmara Federal.

Paulo voltará às urnas pela Rede a convite do deputado federal Túlio Gadêlha, que vem construindo uma base partidária sólida em Pernambuco. Em dois meses, o partido, antes constituído em 4 municípios, passou a existir em 84 cidades, com 2.000 novas filiações, com isso, 50 pré-candidatos para as eleições de 2022.

Além de fortalecer a frente em oposição ao governo Bolsonaro, o ex-deputado também faz questão de se colocar como uma força de combate aos anos de política do PSB no Estado, bandeira levantada pela Rede nas eleições deste ano.

Além das críticas ao PSB, Paulo Rubem relembra que o partido votou a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT) e contribuiu, assim, com o desmonte de políticas de distribuição de renda e de garantia de direitos, sobretudo apoiando a PEC dos Teto de Gastos.

“Após votar a favor do golpe e levar Temer ao poder, o PSB seguiu suas políticas neoliberais em Pernambuco. Hoje o estado lidera o desemprego no país, a informalidade chega 51%, além de concessões, incentivos fiscais mal avaliados e fragilidade no combate à sonegação fiscal”, alfinetou.

Na sua trajetória política, Rubem foi vereador do Recife, deputado estadual e deputado federal por três mandatos, atuando intensamente nas áreas de educação, cultura, direitos humanos, finanças públicas e orçamento, agricultura familiar e extensão rural, cooperativismo, reforma agrária e urbana, saneamento, saúde e seguridade social, desenvolvimento urbano e segurança pública.

“Uma das minhas maiores conquistas na Câmara Federal foi aprovar minha emenda à lei dos royalties do pré-sal, destinando 50% do fundo para educação e depois compartilhando 25% disso para a saúde”.

Sua atuação na área da educação acontece há mais de 30 anos, sendo reconhecido como líder da categoria. Foi Presidente da entidade representativa dos professores da rede pública em Pernambuco (antiga APENOPE e hoje, Sintepe), quando liderou a primeira grande greve de servidores públicos em 1979, período em que vigorava uma ditadura no Brasil. Paulo Rubem foi Relator do Vale-Cultura, do Sistema Nacional de Cultura e co-autor do Plano Nacional de Cultura.


23/03/2022 às 19:14 – Da assessoria para o Blog do Andros

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Para Raquel, Paulo Câmara também é culpado pela situação caótica do Metrorec: “O que tem a ver com o povo, tem a ver com o governador”

A vergonhosa situação a qual se encontra o Metrô do Recife foi um dos temas …