Foto enviada por leitor

Em Candeias, estátua de Lula Côrtes encontra-se destruída

No dia 11 de março do ano de 2017, das mãos do artista plástico Júnior Bola, Jaboatão recebia a estátua do músico Lula Côrtes, que nasceu no Recife, mas criou raízes, moradia e difundiu sua música em Jaboatão dos Guararapes. Lula faleceu em 2011, conhecido internacionalmente foi ator, compositor, pintor, poeta e responsável por um dos discos mais importantes da música brasileira, o Paêbirú, que gravou junto com outro baluarte da nossa música, o paraibano Zé Ramalho na década de 1970.

A escultura, exposta numa das calçadas da linda Orla de Candeias, defronte ao Mercado do Peixe, precisou apenas de três meses para ficar quase que totalmente destruída. Vandalismo e a falta de atenção do Poder Público, deixaram a imagem do cantor construída em concreto, irreconhecível, e até hoje o equipamento está sem braços, pés e o famoso tricórdio, instrumento sempre utilizado pelo artista. Sem placa informativa, e devido ao auto nível de destruição, turistas e também jaboatonenses, não reconhecem Lula na peça exposta. Um total desrespeito a figura do grandioso e saudoso Luiz Augusto Martins Côrtes, um dos primeiros a fundir ritmos regionais nordestinos com o rock and roll.

Na foto abaixo, clicada no dia da inauguração, em 2017, é possível ver o quão linda era a estátua, que contou com a bênção de um dos amigos pessoais de Lula, o apresentador e produtor cultural, Roger de Renor.

O apresentador Roger de Renor e o então secretário executivo de Cultura, Esportes, Lazer e Juventude de Jaboatão, Jota Barretto. Foto: Reprodução da internet


08/06/2021 às 09:31 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Jaboatão dos Guararapes recebe mutirão gratuito de atendimento jurídica neste sábado (13)

Divulgação