Foto: Divulgação

Edilazio Wanderley, novo secretário da SDSCJ, não perde a oportunidade de criticar Bolsonaro

O novo secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, Edilazio Wanderley, que iniciou sua jornada à frente da pasta na semana passada, não perde a oportunidade de criticar o Governo Federal. Em entrevista a TV Farol, de Serra Talhada, na terça (10), sem citar o nome de Bolsonaro, disse que o atual governo fez um desmonte na assistência social, área de atuação de sua secretaria. Em seu discurso de posse, o secretário já tinha dado umas “bordoadas” no atual comandante do País.

“A gente tem plena clareza do desafio que se coloca. Vivemos um momento em que, na assistência social, estamos tendo um grande retrocesso no Brasil, país que já foi referência em ações que davam alento para a população e que hoje passa por um verdadeiro desmonte. Se pegarmos o orçamento federal para a assistência social, vemos que houve um corte de mais da metade. A fome, a miséria e o desemprego voltaram a bater na porta do brasileiro, coisa que a gente achava que já tinha superado”, comentou.

Wanderley disse ainda que “as pessoas não estão conseguindo ter esperança no país. Hoje a juventude está desamparada, sem ações específicas”, afirmou.

Em contrapartida, Edilazio elogia o Governo de Pernambuco, ao afirmar que Paulo Câmara tem investido pesado por meio do cofinanciamento de ações e serviços como a manutenção de Centros de Referência (CRAS) e de Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e a reabertura ou implantação de cozinhas comunitárias.


11/05/2022 às 09:45 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Para Raquel, Paulo Câmara também é culpado pela situação caótica do Metrorec: “O que tem a ver com o povo, tem a ver com o governador”

A vergonhosa situação a qual se encontra o Metrô do Recife foi um dos temas …