Anderson Ferreira, prefeito do Jaboatão. Foto: Divulgação

Desvendando o mistério e esclarecendo os fatos: Anderson Ferreira

Quem reside, ou melhor, vive respirando a política do Jaboatão, minha terrinha querida, já deve ter ouvido um oposicionista falando que o prefeito do município, Anderson Ferreira, é “forasteiro”, por não ter nascido em Jaboatão e morar fora do município, o qual administra. Mas se for levar mesmo ao pé da letra, quase todos políticos em atividade e postulantes à cargos públicos em Jaboatão, não nasceram nas terras do altivos Canaviais, e sabe da pior, ou melhor, são eles quem mais usam esse pífio argumento.

Um momento para um esclarecimento: eu, este amarelo que vos escreve, vim ao mundo nas dependências da saudosa maternidade Rita Barradas, em Jaboatão Centro. Portanto, quem poderia usar essa máxima besta, sou eu, ou qualquer outro filho de verdade da terra, não é mesmo? Vou usar esse slogan, durante a minha campanha a prefeito, brincadeirinha.

Mas voltando a esta polêmica oriunda das paixões políticas… Você sabia que Anderson apenas nasceu no Recife, nossa capital. Ele passou sua infância em Porta Larga, bairro do Jaboatão dos Guararapes. Quando criança chegou até jogar futebol com a meninada daquela comunidade. A adolescência foi bem corrida no Loreto, onde tem parentes morando até o prezado momento.

Seu pai, o deputado Manoel Ferreira, idealizador do Projeto Libertador, voltado ao público evangélico, era corretor de imóveis em Candeias nos anos 70. Anderson e seu irmão, André, deputado federal, nesta época faziam longas caminhadas até uma igrejinha que ficava em Curcurana na companhia do chefe da família.

Sobre o apartamento em Boa Viagem e morar no bairro cujo tem um dos metros quadrados mais caro do Estado, Anderson tem sim, um AP no local, mas lá, quem reside é o patriarca dos Ferreira. O prefeito do Jaboatão mora há cinco anos em Piedade desde que voltou de Brasília, ou seja, 2016.

Como disse no início desse escrito, ele apenas não nasceu em Jaboatão, mas suas origens, seu passado, o deixa jaboatonense assim como aqueles que não nasceram no município e passam a atacá-lo por isso. Vamos ser sempre justos e falar a verdade, mentiras lançadas ao vento, ao chegar em ouvidos desatentos, causam bastante estragos, essa coisa do “forasteiro” parece bobagem, mas tem gente que leva muito a sério isso!

Novo especial? Assim como o já sucesso de público “Raio-X”, (impressionante o número de acessos oriundos dessas publicações), surgido com o intuito de levar a população, o que os legisladores do Jaboatão andam fazendo com o nosso dinheiro, o Blog pode lançar um novo especial. A ideia não é falar mal, muito menos escacaviar a vida pessoal alheia. Apenas queremos jogar por terra de uma vez por todas as falácias. Vamos pensar na possibilidade, “Desvendando o mistério e esclarecendo os fatos” até cairia bem, um bom nome, quem sabe!

15/05/2021 às 16:33 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Elias Gomes conversa sobre a implantação do Compaz em Jaboatão com o secretário de Segurança Cidadã do Recife, Murilo Cavalcanti

Murilo Cavalcanti e Elias Gomes. Foto: Divulgação