Divulgação

Curiosidades da política, Clarissa e Júnior Tércio no PP de Eduardo da Fonte

A política dá um nó na cabeça de muita gente e não é para menos. Os mais politizados, como sempre, encontram respostas para tudo, mas por mais que às vezes tentem, muitos seguem com a dúvida na cabeça. Vejam vocês, nesta quarta-feira (23), a deputada estadual Clarissa Tércio e seu esposo, o pastor e vereador do Recife, Júnior Tércio, se filiaram ao PP, partido sob o comando do deputado federal Eduardo da Fonte em Pernambuco.

Mas Clarissa e Júnior são bolsonaristas doentes, daqueles que, se não fossem evangélicos e a doutrina de sua religião não proibisse, tatuariam o rosto do presidente com o bordão “tá ok” no braço, ou em qualquer outra parte visível do corpo.

Já o PP, de Dudu, deputado federal que vem trabalhando para dá ao filho, Lula da Fonte, um mandato igual ao seu, “para continuar o seu trabalho” na Câmara Federal, marcha aqui no nosso país Pernambuco com o PSB, ou seja, a coligação da Frente Popular, turma que vai fazer de um tudo, para eleger o ex-presidente Luiz Inácio, de novo para controlar o Brasil. É de fazer ou não uma confusão na cabeça do pobre eleitor?

A imagem de Bolsonaro: Muito se falou que se caso os Tércios, fossem para outro partido e não para o PL, sigla do mandatário, Clarissa ficaria impossibilitada de usar a imagem do seu capitão durante a sua campanha a reeleição de deputada estadual, isso seria uma catástrofe mundial, afinal fã, que é fã, não suporta a ideia de ficar longe do retrato do seu ídolo, imagine!

Porém, de acordo com o casal de parlamentares, a Executiva Estadual do Progressista, leia-se Dudu da Fonte, foi garantida a eles total condição de independência e liberdade para votar no presidente Bolsonaro, assim como, propôs a criação da Frente Pró-Bolsonaro Progressista de Pernambuco, que será presidida e liderada, pela deputada estadual Clarissa Tércio, por quatro anos, é ou não é para glorificar de pé?

Entre as atribuições conferidas à Clarissa, a melhor está em coordenar o uso da imagem do presidente Jair Bolsonaro e decidir junto com os demais integrantes, a atuação da frente. Mas aí surge outra dúvida, quem gosta de tumultuar o debate eleitoral não pode configurar isso como infidelidade partidária? Vamos consultar os universitários.

Em tempo… “Analisamos muito, antes de tomarmos qualquer decisão. Acreditamos que esse foi o melhor caminho a ser seguido. No PP, continuaremos defendendo nossas pautas conservadoras, totalmente alinhadas com o Governo Federal, assim como, estaremos livres para mostrar todo nosso, apoio e compromisso com o presidente Bolsonaro”, declarou Clarissa Tércio.

Em tempo 2… Já o Pastor Júnior Tércio que disputará uma vaga a deputado federal pela legenda, fez questão de enfatizar que continuarão trabalhando da mesma forma, defendendo a família e seus valores, assim como o interesse público e unindo forças para fortalecer o presidente Bolsonaro.


23/03/2022 às 17:51 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Críticas em dose dupla. Miguel Coelho e Romero Albuquerque descem o porrete no governo do estado por descaso no Hospital da Restauração

Romero Albuquerque e Miguel Coelho, que andam bem alinhadinhos com olhos voltados as eleições deste …