Foto: Divulgação

A revolta e explicações de Betinho Gomes sobre denúncia de superfaturamento na construção de rampa para escola no Cabo

Betinho Gomes, que atualmente atua como secretário de Educação na gestão Keko do Armazém, no Cabo de Santo Agostinho, estava enraivecido ontem, 01 de dezembro, primeiro dia do mês que finaliza este fatídico ano. Em seu perfil no Facebook, ele escreveu um longo texto endereçado para “um certo rábula cabense que foi secretário do ex- prefeito preso por desviar R$ 92 milhões dos servidores.”

Na linguagem popular, “rábulas” são aqueles indivíduos que falam muito, mas não provam nada, e de acordo com o dicionário, também é “advogado que fala em excesso, mas não demonstra real conhecimento sobre o assunto em questão”, apenas deixando mais ou menos claro para quem não está lá muito acostumado com a palavra rebuscada escrita pelo homem que já foi deputado estadual por dois mandatos não consecutivos.

E qual o motivo desta fúria? A revolta do filho do ex-prefeito do Jaboatão e Cabo, Elias Gomes, teria ganhado força após o tal nome da oposição denunciar, de “forma infundada”, segundo o secretário, que a contratação do serviço para construir a rampa de acesso da escola Paulo de Amorim Salgado, estaria com superfaturamento. Abaixo reproduzimos na íntegra o texto de Betinho. Na publicação ele apresenta com detalhes sua “defesa”… Confira!

Resposta de Betinho

Um certo rábula cabense que foi secretário do ex-Prefeito preso por desviar R$ 92 milhões dos servidores, tem feito um desserviço ao debate público quando atua denunciando de forma irresponsável qualquer assunto que lhe convém. Eu tenho sido um dos seus alvos principais. A mais nova denúncia infundada trata-se da contratação do serviço para construir a rampa de acesso da escola Paulo de Amorim Salgado.

Vamos aos fatos:

1- Essa rampa que garante o acesso para os alunos desabou na gestão de Lula Cabral por falta de manutenção;

2- O governo Lula Cabral elaborou projeto para construção da rampa e o preço orçado ficou em mais de R$ 660 mil;

3- Assim que assumi a função de secretário determinei a revisão do projeto e preço baixou para R$ 243 mil, mais da metade do preço orçado pela gestão anterior;

4- A rampa terá um cumprimento total de 80 metros e não de 8 metros como diz o irresponsável advogado;

5- O governo Keko tem sido zeloso na qualidade dos serviços e aplicação dos recursos públicos, só neste processo economizamos R$ 417 mil.

Lamentável que o ódio e rancor alimentem tanta raiva em que foi derrotado democraticamente e não aceite o resultado das urnas.


02/12/2021 às 08:46 – Por Andros Silva

Compartilhe essa matéria, escolha uma rede abaixo.

Check Also

Júnior Tércio dispara contra Elias Gomes: “Não pode andar por todo canto em Jaboatão”

Fotos: Divulgação